Compartilhe

Carreira do advogado: entenda tudo sobre ela

Mariana Guimarães Por: Mariana Guimarães 5 minutos
Compartilhe

Primordialmente, o profissional formado no curso de Direito pode optar por seguir a carreira no Direito Público ou Direito Privado. As duas opções oferecem diversos caminhos a seguir, mas hoje falaremos mais especificamente do Direito Privado, das opções possíveis na carreira do advogado.

Caso tenha interesse, confira também o artigo sobre advogar ou concurso público: qual vale a pena?

Carreira do advogado no Direito Privado

Se você optar por seguir alguma carreira do Direito Privado, certamente terá uma ampla gama de opções e muitas formas de trabalhar: você pode abrir seu próprio escritório, trabalhar para outro como funcionário ou ainda atuar no departamento jurídico de uma grande empresa. 

Similarmente, você também pode agir de forma independente e se consolidar na – cada vez mais crescente – consultoria para os próprios advogados.

Agora, veremos então de maneira detalhada as principais possibilidades para a carreira do advogado.

Direito Civil

Em primeiro momento, envolve relações interpessoais, assuntos jurídicos, família, obrigações, contratos, propriedade e direitos de terceiros. 

Sem dúvida, é o maior ramo do Direito e ao qual as pessoas geralmente recorrem buscando receber indenizações por danos morais, resolver litígios, quebra de contratos, herança, divórcio, inventário e outros.

Conforme a Robert Half, maior empresa de recursos humanos do mundo, um escritório grande paga em média R$ 13 mil para um advogado maduro.

Direito Empresarial

Em síntese, atende às legislações que regulamentam as atividades da empresa, como relacionamento entre parceiros, mercados, concorrência e elaboração de contratos. 

Hoje, inegavelmente essa é uma área com boas perspectivas de emprego.

Ademais, Robert Half estima que a renda dos advogados com experiência e trabalhando em tempo integral está girando a partir dos R$ 12.000 reais.

Direito Penal

Em resumo, os profissionais penalistas defendem principalmente clientes acusados ​​de crimes. 

Segundo dados do site Nacional do Emprego (SINE), o salário médio dos advogados criminais é de R$ 6,2 mil reais.

Direito do Trabalho

Os advogados trabalhistas atuam como agentes em litígios envolvendo empresas e funcionários, eventualmente representando empregador e empregado em uma variedade de situações.

Dentre elas, enquadra-se temáticas tanto quanto de disputas sobre não pagamento de horas extras, férias ou comissão como também indenização por assédio moral e outros.

Segundo Robert Half, o salário médio é de R$ 8,5 mil, podendo chegar a R$ 13 mil em um grande escritório.

Qual área do Direito está em alta para a carreira do advogado? 

As seis áreas na carreira do advogado que estão atualmente em alta são, sobretudo: Direito Digital, Direito Trabalhista Consultivo, Direito Eleitoral, Direito Empresarial, Compliance e Relações Institucionais.

Dessa maneira, vejamos cada uma de forma detalhada.

Direito Digital

Já há algum tempo, essa área está em ascensão. Trata-se, portanto, do conjunto de normas, aplicações e regulação das relações jurídicas que ocorrem no meio digital. 

Isto é, área que visa assegurar as interações que acontecem no meio online, coibindo a prática de ações que possam lesar um sujeito ou grupo, responsabilizando o autor dos danos.

Essa é uma área com poucas leis e regulamentações, portanto, além de proporcionar uma série de oportunidades para esses profissionais, também requer muita pesquisa por parte dos advogados que atuam nela.

Direito Trabalhista Consultivo

Desde que a Reforma Trabalhista foi aprovada em 2017, este é um campo inegavelmente em expansão, principalmente para quem trabalha na área de consultoria. 

Isso porque muitas empresas precisam (e surpreendentemente ainda precisam) encontrar profissionais qualificados para entender as mudanças e reorganizar os processos para se atentar às normas vigentes da reforma trabalhista e emergenciais do COVID-19.

Direito Eleitoral

Inesperadamente as novas regras do sistema eleitoral e a “Lei da Ficha Limpa” fizeram com que esta área voltasse a ser muito demandada, exigindo atualização e envolvimento de profissionais capacitados.

Direito Empresarial

Antes de mais nada, esse campo sempre foi muito procurado, principalmente considerando que todas as grandes empresas possuem departamentos jurídicos além da contratação de escritórios dedicados.

Nos últimos anos, com o surgimento do empreendedorismo e inegavelmente de inúmeras start-ups, a demanda por advogados especializados em direito societário aumentou ainda mais e a tendência continuará a aumentar.

Compliance

Precipuamente após a “Lei Anticorrupção” e o fenômeno da “Operação Lava a Jato”, esse tema se tornou um assunto fundamental na agenda das grandes e médias empresas. 

Os advogados de compliance são de fato essenciais para garantir que a companhia esteja agindo de acordo com as normas vigentes.

Relações institucionais

Cada vez mais os escritórios e empresas têm compreendido a importância dos advogados responsáveis ​​pelas relações institucionais, isto é, a importância de se prestar atenção aos advogados do Congresso Nacional. 

Dessa maneira, graças à proximidade desses profissionais, eles podem acompanhar as políticas públicas, regulamentações, legislações e questões políticas que afetam diretamente a economia e a organização.

Portanto, esta é uma posição estratégica inegavelmente de grande relevância.

Como ter uma carreira de advogado de sucesso?

Antes de mais nada, essa é uma pergunta que pode ter mais de um posicionamento. Por isso, mostraremos a opinião de dois ilustríssimos profissionais para abrilhantar a temática da carreira do advogado de sucesso.

O advogado Marcelo Ferro, reconhecido magnificamente como Lawyer of the year 2020, em entrevista sobre como ser um advogado de sucesso nos contou:

“Sinceramente, em nossa profissão, não acredito em sucesso isolado. 

Em segundo lugar, creio que a advocacia contenciosa exige muita dedicação do profissional, pois não basta rebater o argumento do adversário, mas convencer o julgador, já que a advocacia contenciosa é a arte da persuasão. 

Persuadir alguém exige técnica, habilidade e, antes de tudo, muita observação para entender qual dentre os vários argumentos poderá convencer aquele julgador, seja ele mais conservador, ou mais liberal. 

Além disso, de nada adianta ter Direito se você não tem condições de demonstrar isso. E essa demonstração não se faz com petições longas e fastidiosas, mas com escrita leve, direta e concisa.”

Além disso, o presidente da OAB/MT, Leonardo Pio da Silva Campos, também falou conosco sobre a temática:

“Acredito que a dedicação seja essencial. A dedicação plena. Um profissional deve ter dois parâmetros: a base é o estudo, a atualização constante, capacitação, o investimento no conhecimento. Além disso, ser um profissional ético (…) Essas são as principais receitas do sucesso”.

Certamente, a capacitação é de fato o maior investimento no futuro da carreira do advogado de referência.

Portanto, inegavelmente, continue se capacitando. 

Acompanhe também nosso blog e conheça os minicursos gratuitos do IDP Online. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.