Compartilhe

5 Fontes confiáveis para pesquisa acadêmica em Direito

6 minutos
Compartilhe

Desde a Graduação, passando pela especialização e até ao Doutorado, um bom artigo científico ou trabalho durante o curso exige dos alunos muita observação e leitura. Afinal, a pesquisa acadêmica é que vai definir a qualidade dos argumentos utilizados em seu trabalho.

Na área do Direito, durante a elaboração de uma produção acadêmica, não basta apenas a experiência profissional ou a longa carreira jurídica. Na hora de escrever, você terá que recorrer a autores para embasar a sua pesquisa de forma teórica.

Se você quer aprender como e onde encontrar fontes confiáveis para sua pesquisa acadêmica na área do Direito, continue conosco e veja os tópicos que o IDP separou para te ajudar:

A pesquisa acadêmica e como ela é usada no Direito

Pesquisa é a reunião de operações ou atividades que visa descobrir novos conhecimentos em vários domínios, principalmente no âmbito científico, segundo a definição encontrada no dicionário.

No meio acadêmico, a pesquisa é considerada um dos pilares da atividade. Isso porque é por meio dela que os pesquisadores contribuem para o avanço do conhecimento e do desenvolvimento social.

Em Direito não é diferente. Esta área requer muito estudo e leitura, por isso os profissionais e acadêmicos pertencentes ao meio jurídico devem estar sempre em busca de fontes de confiança para usar como referência em seus trabalhos.

A utilização de fontes na pesquisa acadêmica

Para construir um bom trabalho acadêmico é recomendável recorrer a diferentes fontes e tipos de publicações. Publicações que são feitas por meio de artigos, livros, sites, periódicos, entre outros.

Mas qual seria o meio mais adequado para encontrar insumos de pesquisa? A resposta é: depende. Depende de muitos fatores, como por exemplo o tema, a finalidade ou a profundidade de sua pesquisa.

Como encontrar fontes confiáveis para pesquisa acadêmica

Não limite a sua pesquisa em apenas um site ou um buscador na web. Além disso, procure ter outros meios de confirmação de informações. Em uma época onde as fakenews são cada vez mais comuns, checar a veracidade do que é consultado é fundamental para um trabalho acadêmico.

Caso você esteja utilizando a internet para auxiliar sua produção acadêmica, o cuidado deve ser redobrado! Afinal, é recorrente a replicação de informações equivocadas que, se empregadas em seu trabalho, podem comprometer de vez o desempenho.

Além das bibliotecas tradicionais, os pesquisadores da área do Direito podem recorrer a bancos de artigos e monografias, por exemplo. A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) oferece acesso virtual gratuito ao Catálogo de Teses e Dissertações.

Fontes confiáveis para pesquisa acadêmica na Área do Direito

Quem atua no ramo do Direito sabe a velocidade com que as informações são atualizadas diariamente. Afinal, os Três Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário promovem mudanças constantes em busca da manutenção do Estado Democrático de Direito.

Acompanhar a instantaneidade de tamanhas alterações não é fácil. Por isso, você deve recorrer a fontes atualizadas e confiáveis na hora de colocar sua pesquisa acadêmica em prática.

Para auxiliá-lo em seu trabalho acadêmico, listamos abaixo cinco fontes confiáveis para pesquisa em Direito. Acompanhe conosco:

Portal de Periódicos da CAPES

O Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é um dos maiores acervos científicos virtuais do Brasil.

O site reúne e disponibiliza conteúdos produzidos nacionalmente e outros assinados com editoras internacionais a instituições de ensino e pesquisa no Brasil.

São mais de 49 mil periódicos com texto completo e 455 bases de dados de conteúdos diversos, como referências, patentes, estatísticas, material audiovisual, normas técnicas, teses, dissertações, livros e obras de referência.

SciELO (Scientific Electronic Library Online)

O SciELO Data é um repositório multidisciplinar para depósito, preservação e disseminação de dados de pesquisa de artigos submetidos ou aprovados para publicação ou já publicados em periódicos da Rede SciELO ou depositados no SciELO Preprints.

O SciELO Data oferece à comunidade de autores e editores dos periódicos SciELO e usuários do SciELO Preprints um repositório para dados de pesquisa alinhado com as melhores práticas e padrões internacionais de gerenciamento de dados de pesquisa.

ERIC

O ERIC é uma base de dados desenvolvida pelo departamento de Educação dos Estados Unidos. Por conta disso, todas as informações estão em inglês e a grande maioria dos dados são referentes ao que foi objeto de estudo no país.

ERIC tem cinco grupos principais de usuários: acadêmicos, pesquisadores, educadores, formuladores de políticas e o público em geral.

Seu acervo conta com artigos de periódicos, anais de congresso, conferências, documentos governamentais, teses, dissertações, relatórios, bibliografias, livros e monografias. O acesso à plataforma é gratuito, ou seja, não há associação ou assinatura necessária. Se você tiver um bom entendimento da lingua inglesa, vale a pena utilizá-la em seus trabalhos.

Google Acadêmico

Em primeiro lugar, vale lembrar que o Google revolucionou as buscas por meio da internet. Contudo, pouca gente sabe que o buscador com fama mundial também entrou no meio acadêmico e tem um sistema específico para auxiliar a busca dos estudantes.

Do mesmo modo que o Google tradicional reúne várias fontes em um lugar, o Google Acadêmico faz o mesmo, entretanto, com artigos científicos, teses de mestrado ou doutorado.

Além de livros, resumos, bibliotecas de pré-publicações, há diversos materiais produzidos por organizações profissionais e acadêmicas.

Biblioteca do STF

Você já acessou a biblioteca virtual do Supremo Tribunal Federal? O repositório digital do STF possui um acervo de documentos dos diversos ramos do Direito, abrangendo, ainda, ciências afins.

Estão disponíveis as coleções Obras Raras, Obras Completas de Rui Barbosa, Obras Selecionadas e Produção Intelectual dos Ministros e Servidores. Os títulos compõem o acervo da Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal que se encontra em domínio público.

Além da parte de Livros, também é possível acessar as Revistas do STF. Nesta área do site, os pesquisadores poderão visualizar artigos jurídicos e jurisprudência do STF nos séculos XIX e XX, Jurisprudência Conjunto, Revista do Supremo Tribunal Federal e mais.

Dica bônus!

Os graduandos, mestrandos e doutorandos do IDP, que é uma das instituições mais renomadas no Direito no Brasil, contam com um rico acervo online à disposição durante o curso.

Somente a biblioteca virtual da instituição tem mais de 9 mil títulos em diferentes áreas!

Além disso, há acesso a milhares de textos e e-books da área do Direito, como às Revistas dos Tribunais, Portal de Periódicos CAPES e uma base de dados inteiramente dedicada às Constituições.

Sem dúvida, o acervo digital traz mais acessibilidade aos alunos e, claro, aprofundamento de seus estudos durante a especialização.

Conclusão

Por fim, chegamos a conclusão de que na hora de elaborar uma pesquisa em Direito, toda cautela é bem-vinda, por isso recorrer a fontes confiáveis é fundamental.

Na trajetória de um pesquisador acadêmico, que optou por cursar Mestrado ou Doutorado em Direito, será necessária muita entrega à leitura, independentemente se ele se dedicará à docência ou à pesquisa.

Portanto, se você tem afinidade por pesquisa, mas pretende continuar atuando no mercado de trabalho, existe a opção de cursar o Mestrado Profissional em Direito. Este curso, assim como o Mestrado Acadêmico, é stricto sensu e também garante a continuidade rumo ao Doutorado.

O Mestrado Profissional garante ao profissional do Direito a aplicação prática de tudo que é lecionado durante o curso.

Acesse o site do IDP e saiba mais sobre os cursos de Mestrado Acadêmico, Mestrado Profissional e Doutorado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *